O Método como instrumento de transformação do mundo.

SENSEDIA-transformacao-digital-precisa-de-apis-600

“As pessoas que são loucas o bastante
para pensar que podem mudar o mundo
são as únicas que realmente podem fazê-lo.”
Jack Kerouac

As técnicas aprimoram o indivíduo, porém os conceitos permitem mudar o mundo. Os círculos concêntricos do quadro na página seguinte são as ondas de choque que o praticante da Nossa Cultura produz e com as quais influencia mediante o exemplo de bons hábitos, primeiro, o círculo familiar; depois, o círculo de amigos e colegas de trabalho e faculdade, de esporte; por último, o círculo das pessoas com as quais nós cruzamos na nossa vida, inclusive os clientes, os fornecedores e os desconhecidos.

É que as técnicas só aprimoram quem decidiu praticar formalmente o Método e usa os exercícios. Mas esse praticante, quando incorpora os conceitos, contagia os familiares e os amigos que acabam se beneficiando da Nossa Cultura. É o marido ou esposa, é o filho ou o pai, ou o irmão que acha que “ainda” não aderiu ao Método porque não colocou um rótulo, no entanto, já absorveu um lifestyle, um modus vivendi, adotou hábitos, atitudes, comportamentos que são o cerne do nosso Método.

Para cada um que pratica formalmente o Método, podemos encontrar até dez que o praticam sem saber. Quem melhor descreve isso é a instrutora Jamile Martins, filha da instrutora veterana Conceição Martins:

“Esse é o bem mais precioso que me foi passado pela minha mãe, que passei ao meu marido, minha sogra, meus amigos e alunos e agora passo à minha filha.”